sábado, 4 de dezembro de 2010

Buscai as Coisas do Alto

Essa é a segunda vez que eu tento escrever no blog. É dia daqueles agoniados, de saudade, ansiedade... O primeiro texto, q já exclui, buscava explicar a expressão "morrer de saudade", eu contava como é o meu morrer diário de saudade - o perder de mais um café da manhã compartilhado, o de mais uma conversa nos olhos...

Mas pensei que existem tantas outras situações mais difíceis. São mtas as pessoas que vivem longe dos que amam e ainda assim são felizes. Eu, talvez por ter sido mimada demais, ainda não faço parte dessa estatística. No entanto, sei que esse tempo afastada veio como providência divina. Logo, mesmo q doa, Cumpra em mim o Teu querer!

E por estar sozinha, tenho mais liberdade de escolher minhas companhias, ainda q virtuais. Tenho sentido uma falta do Padre Léo. Fui atrás dele nos muitos vídeos disponíveis no YouTube. Chorei de saudade! Mas ficou a lição: "Buscai as Coisas do Alto!".

Ao final da vida, ele ficou mt debilitado, não conseguia caminhar, nem pregar... e na última aparição pública, ressaltou: "Essa doença tirou tudo de mim... mas não tirou a minha fé".

Acho q esse é um dos textos mais tortos q já escrevi... são palavras misturadas com lágrimas, letras turvas... Desculpem! Mas não é msg de desesperança, pq eu tenho a certeza q tdo caminha bem e se eu fechar os olhos, poderei ser feliz, simplesmente pq eu tenho fé.

Um comentário:

  1. Passei aqui lendo. Vim lhe desejar um Tempo Agradável, Harmonioso e com Sabedoria. Nenhuma pessoa indicou-me ou chamou-me aqui. Gostei do que vi e li. Por isso, estou lhe convidando a visitar o meu blog. Muito Simplório por sinal. Mas, dinâmico e autêntico. E se possivel, seguirmos juntos por eles. Estarei lá, muito grato esperando por você. Se tiveres tuiter, e desejar, é só deixar que agente segue.
    Um abraço e fique com DEUS.

    http://josemariacostaescreveu.blogspot.com

    ResponderExcluir